Tantou Blog - Aprendendo Nihongo: Podcast:Dicas do Jonponês 02- O-rai,O-rai ,O-rai

28 de jun de 2010

Podcast:Dicas do Jonponês 02- O-rai,O-rai ,O-rai


Mais uma vez obrigado pelos comentários e retuites do nosso podcast,contando hoje com a participação do Tantou, Jonponês, da Bete falando do seu ponto de vista sobre Katakana Go e da Nê.
Podcast de hoje é baseado nas estórias e "causos" no Japão publicadas no Cantinho do Jonponês.
No episódio de hoje.
Pod Cast 02 - O-rai ! O-rai! O-rai!

Baseado no artigo O-rai!O-rai!O-rai! O que significa isso!

Para ouvir on line clique no player -(aprox.9 minutos)

Para baixar o arquivo mp3 (8,44Mb) clique aqui

Resumo dos pontos principais:
Existem muitas palavras em inglês usadas no japonês que são chamadas de Katakana Go,
ou ainda  wasei-eigo, japanese english ou como Jonponês falou eigonês.
Mas é muito difícil você achar que seja inglês, porque a pronúncia e completamente diferente do original nativo .
As vezes algumas palavras são abreviadas como por exemplo apartamento, do original inglês "apartment", quer se fala "apaato".
Outras palavras usadas não tem relação nenhuma com o significado original,por exemplo posto de gasolina, "gás station",que se fala "gasorinsutando" por aqui.
O problema é que os nativos japoneses acham que isto é inglês.
O katakana go, embora a maioria das palavras sejam de origem inglesa, há também oriundas do chinês, latim, árabe, coreano, francês, italiano, russo, espanhol, grego, holandês, e inclusive português.

Veja estes interessantes exemplos:
No português embora poucas, temos palavras similares ao japonês que também foram emprestados do inglês.
Falamos
X- salada = que vem da origem do inglês "cheese salad =queijo e salada"
Se fosse no japonês
cheese= tiizu
Salad=salada
Outra é banana, mas que pronuncia se diferente no português, inglês e japonês.
Temos também  Mouse que usamos no computador.

Lembrando que as palavras que não tenham origem japonesa são escritas em Katakana, e fazem parte disto também os nomes e lugares estrangeiros.

Ponto de Vista da Bete:
Com a globalização no estudo de uma língua  a gente acaba aprendendo várias palavras e vocabulários originários de outros países.Por um lado é bom porque acaba facilitando a compreensão e o aprendizado.
Mas, do outro lado se for pensar em manter a cultura deste país acaba sendo prejudicial.
Porque com o tempo certas palavras poderão cair no esquecimento pelo desuso.
E uma coisa a se pensar.

Dica do Jonponês:
Na dúvida a maneira mais fácil de lidar com katakana go e escrever no papel em romaji e mostrar ao nativo japonês.
E se a situação for ao contrário, pedir para que ele escreva também.
Na escrita não existe a pronunciação.
Se por exemplo escrever milk que é leite, o japonês irá ler entendendo o significado mesmo que no pensamento dele veja como miru-ko.
O Katakana Go, está na maioria dos nomes de produtos e serviços ligados a computação, Internet, eletrônicos em geral, auto-peças e automóveis.
E na maior parte das vezes é composto de inglês básico por exemplo, cores, direções, números...
Para quem não sabe quase nada de nihongo, é uma maneira de se virar na conversação do dia a dia aqui no Japão.
Quem não ouviu ainda o Podcast 1 - Kore, Are e Sore clique aqui.

Muito obrigado pessoal e
Um abraço do Jonponês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados.
Use sua conta do Google ou OpenID.
Obrigado pela visita

+ Recentes post: Portais, Sites e blogs no Japão